terça-feira, outubro 15, 2019
Profissão

Analista de processos

O mundo corporativo vive em constante mudança. Empresas ampliam e fazem fusões com frequência. E para garantir que as negociações ocorram de forma correta e que a estratégia de cada negócio seja colocada em prática, é necessário contar com o apoio de alguém especializado no assunto, ou seja, um Analista de Processos.

Esse profissional, por meio do uso de novas tecnologias, permite que uma organização consiga cumprir seus planos corporativos. Mais do que isso, consegue criar estratégias que melhores os resultados do empreendimento.

Para saber mais detalhes sobre esta profissão, continue lendo esse post e descubra:

  • O que faz um analista de processos;
  • Qual é a média salarial dos profissionais que atuam nessa área;
  • Como é o mercado para quem deseja trabalhar como analista de processos;
  • O que é necessário para atuar nessa profissão.

Confira!

 

O que faz um analista de processos?

O Analista de Processos tem como principal função analisar operações e buscar aperfeiçoá-las, visando o melhor para o negócio. Além disso, ele também tem a responsabilidade de avaliar negociações para garantir que o empreendimento consiga se manter dentro da estratégia corporativa.

Esse profissional pode atuar em conjunto com vários outros departamentos. Isso porque, como ele visa justamente otimizar as operações dentro de uma empresa, ele precisa contar com esse tipo de colaboração.

Basicamente, o Analista de Processos é quem fica verificando sempre os pontos fortes do empreendimento, e quais precisam ser melhorados.

Qual é o salário de um profissional do gênero?

O salário de um Analista de Processos varia conforme o seu nível hierárquico dentro da empresa em que presta serviços. Profissionais de nível pleno, por exemplo, têm uma média salarial de R$ 3.400. Isso para empresas de médio a grande porte.

Profissionais com níveis maiores, como sênior, podem chegar a ganhar até R$ 6.100 em empreendimentos maiores.

Como funciona a área de atuação?

O mercado de atuação para o Analista de Processos é bem ampla. Geralmente, esses profissionais têm uma demanda maior dentro do setor industrial.

Isso porque, ele é principal nicho que precisa desse controle detalhado das operações. Esse profissional fica encarregado de avaliar todo o modo de funcionamento da empresa, visando otimizá-lo.

No entanto, o Analista de Processos também pode atuar em outros nichos, como de tecnologia, varejo, têxtil entre muitos outros. Basicamente ele se faz presente em todos eles, uma vez que as empresas sempre estão em busca de aperfeiçoamento.

Além disso, esse profissional também pode atuar de maneira autônoma. Ao invés de integrar o departamento de uma única empresa, você pode trabalhar prestando serviços e consultorias para vários clientes

O que é necessário para se tornar um Analista de processos?

Para se tornar um Analista de Processos, é necessário uma formação específica nessa área. Além disso, se você deseja atuar nesse segmento também é possível se formar em Administração de Empresas.

Para quem deseja atuar no segmento industrial, também é possível se formar em Engenharia de Produção. Nesse caso, você terá um curso mais focado em operações industriais.

O ideal é que você pesquise à fundo o nicho de atuação que deseja ingressar, antes da escolha do curso. Tenha em mente também que, mesmo após a graduação, um Analista de Processos precisa buscar especializações se quiser se destacar no mercado. Até porque, sempre novas tendências para otimizar operações surgem.

Que tal ficar por dentro de mais dicas e postos sobre carreiras e profissionais? Siga a gente nas redes sociais e se mantenha informado sobre o mercado de trabalho.

Deixe uma resposta